NOTÍCIAS

INÍCIO | NOTÍCIAS | Chegou o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista!

Chegou o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista!

Chegou o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista!

O CIEBP proporcionará aos alunos atividades mão na massa e ressignificação de espaço ocioso em escolas

A Seduc inaugurou, nesta quarta-feira (18), o 1º Centro de Inovação da Educação Básica Paulista (CIEBP), no prédio da Escola Estadual Professora Zuleika de Barros Martins Ferreira, no bairro da Pompéia. Embora esteja situado na Zona Oeste, o espaço atenderá toda a rede estadual de São Paulo.

O CIEBP é um local para idealizar projetos e receber mentoria no hub de inovação; trabalhar com cultura maker, programação e robótica; e ainda, utilizar a modelagem 3D para fazer protótipos com temas transversais. Os estudantes terão a oportunidade de desenvolver o protagonismo no processo de ensino, com atividades “mão na massa”, além de ressignificar os espaços ociosos em escolas.

“O CIEBP é uma importante ferramenta de inovação para professores e estudantes da rede estadual de ensino de São Paulo, por permitir que no espaço de aula e/ou contraturno, eles possam potencializar os seus projetos e experimentar novas modalidades e ferramentas de inovação em um formato inédito, por termos salas multifuncionais e um hub de inovação propondo soluções à Educação”, comentou Débora Garofalo, coordenadora do CIEBP, considerada no ano passado uma das dez melhores professoras do mundo, pelo Global Teacher Prize.

O CIEBP integra a tríade de inovação da Seduc, que tem como premissa os novos componentes do Programa Inova Educação, sendo eles Tecnologia e Inovação; Cultura, com o Movimento Inova; e Experimentação, com o Centro de Inovação. As escolas podem utilizar o local mediante agendamento.

Infraestrutura

O CIEBP conta com seis salas para atividades com uso de computadores, programação robótica, jogos digitais, pesquisa e idealização de projetos. Também abriga um pequeno estúdio do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP) para gravação, locução, sala maker de criatividade visual, prototipagem, fabricação digital e um Hub Educacional. Nove professores formados e preparados por grandes parceiros da área, como Faz Educação, representante da Apple, Microsoft, Telefônica Vivo, farão a mediação dos trabalhos. A projeção é de que até 2022 sejam criados mais outros 14 Centros de Inovação pelo Estado

MAIS NOTÍCIAS