NOTÍCIAS

INÍCIO | NOTÍCIAS | Governo de SP vai realizar mapeamento inédito sobre competências socioemocionais para servidores da educação

Governo de SP vai realizar mapeamento inédito sobre competências socioemocionais para servidores da educação

Governo de SP vai realizar mapeamento inédito sobre competências socioemocionais para servidores da educação

Iniciativa visa auxiliar Secretaria da Educação a desenhar política de formação de educadores, além de fomentar o autoconhecimento dos profissionais da educação

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria da Educação (Seduc-SP), anunciou nesta quinta-feira (20) que vai realizar um mapeamento inédito sobre o desenvolvimento socioemocional com os 250 mil servidores da Secretaria da Educação, em parceria com o Instituto Ayrton Senna (IAS). O objetivo é preparar e formar cada vez melhor os profissionais da rede estadual paulista para as novas demandas educacionais.

O estudo trará informações de autoavaliação sobre prática profissional e qualidades instrucionais, além de temas relacionados à organização, foco, persistência, assertividade e respeito, e será desenvolvido por meio de parceria entre a Seduc-SP, o IAS e a Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação do Estado (Efape).

“A ação visa coletar novas informações para melhorar o alinhamento de instrumentos pedagógicos. Vamos contar com dados fundamentais para definir ações, otimizar o trabalho e oferecer novas possibilidades para melhorar o nível educacional em todos os aspectos”, afirmou o governador João Doria.

A coleta de dados ocorrerá por meio de uma plataforma de pesquisa online a partir desta quinta-feira (20) para os professores e posteriormente para os demais profissionais da rede e que poderá ser acessada pelo portal da Efape.

Inova Educação para os anos iniciais

A partir de 2022, serão ofertadas as disciplinas Projeto de Convivência, Inglês e Tecnologia para 623 mil alunos de 1° ao 5° ano do ensino fundamental. As escolas de Ensino Integral (PEIs) de Anos Iniciais vão oferecer também Projeto de Convivência e Inglês.

Criado em 2019 pela Seduc-SP para fortalecer o desenvolvimento socioemocional dos estudantes, o programa Inova Educação já atende 2,5 milhões de estudantes do 6º ao 9º ano dos ensinos fundamental e médio.

Por meio das três disciplinas – Projeto de Vida, Eletiva e Tecnologia -, o Inova Educação promove o desenvolvimento pleno das habilidades cognitivas e socioemocionais dos estudantes, por meio de um ambiente inovador de criação, de compartilhamento de ideias e soluções tecnológicas que melhoram a rotina escolar, além de permitir uma maior conexão entre professores, alunos e outros integrantes da comunidade escolar.

“É levar a experiência das escolas de ensino integral para toda a rede. O Inova nos permite oferecer temas que complementam a base escolar, como gestão de tempo, organização pessoal, compromisso com a comunidade, perspectivas para o futuro, empreendedorismo, educação financeira, robótica e programação. São itens importantes para o desenvolvimento integral dos nossos alunos, além de fortalecer vínculos e contribuir diretamente na redução da evasão escolar”, analisou o Secretário da Educação, Rossieli Soares.

Socioemocional dos estudantes

Nesta semana, a Seduc-SP e o IAS apresentaram dados da pesquisa inédita sobre a percepção dos estudantes da rede pública estadual sobre o desenvolvimento socioemocional. O questionário foi respondido por 110.198 alunos, em novembro de 2019, e trouxe, entre outros pontos, informações relacionadas ao processo de aprendizagem e fatores educacionais, como melhoria do desempenho escolar, fortalecimento da saúde mental e redução dos riscos de evasão e violência escolar naquele momento específico de vida.

Os estudantes do 5° e 9° ano do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio se autoavaliaram como pouco, medianamente, bastante e muito desenvolvidos em 17 competências – divididas em cinco macrocompetências: amabilidade, engajamento com os outros, abertura ao novo, autogestão e resiliência emocional. “A ciência mostra que as competências socioemocionais têm impactos muito relevantes tanto na vida presente do aluno em sua aprendizagem, quanto na sua vida futura. As informações estão relacionadas às características individuais, que se manifestam nas formas de sentir, pensar e agir ao se relacionar consigo mesmo, com os outros e com as situações para estabelecer e atingir objetivos”, comentou Viviane Senna, presidente do IAS.

Prefeituras que manifestarem interesse em realizar o Saresp (Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) vão poder inserir os estudantes na próxima pesquisa socioemocional, prevista para o final deste ano.

Coletiva de imprensa

Apresentação: Competências socioemocionais

Relatório executivo

Apresentação realizada no evento sobre competências socioemocionais

MAIS NOTÍCIAS